Artista: Pablo Martins | Xamã | Baviera | Sant | Nabrisa | DoisP
Single: O Que Tiver Que Ser Vai Ser (Prod. 1Kilo)
Ano: 2017
Faixas: 1

LETRA:

(Pablo Martins)
Alucinado e julgado no meio do furacão
Cada cabeça um pensamento além da intenção
De matar ou morrer, os anjos vão sofrer

Mas se tiver que ser vai ser
Os anjos vão sofrer
Mas se tiver que ser vai ser
Os anjos vão sofrer
Mas se tiver que ser vai ser

(Xamã)
Uh! Ah! Ele mesmo
Flow pra caralho soul funk
Anota a placa do tanque
Ele mesmo
Drink, baralho e skunk
Ela quer me ver mesmo
É só papo reto ela gosta de veneno
Depois quer vir gemendo
Os anjos da boca do rodo tão vendendo

Era 4:40 e a conta de luz tava 190 tava anoitecendo
Jantamos a luzin de vela
Queijo, goiabada, Romeu, Julieta
Xamã sou o capeta
Somos John Lehnnon, Jon Jones
Viver no mundo da lua não vai te salvar dos lobisomens

Me dá sua mão vou te levar daqui
Desse mundinho escroto, pra
Bem longe, bem longe
Sou auto-ditada, kung-fu
Gafanhoto, Afrika Bambaataa
Agrião Batata, Adriana Calcanhoto
Todo dia um hit novo
Dj Grego é diplomata
Sua pistola veio num kinder ovo
Humildade prevalece
Não encosta tua mão no Wentz de novo, ouviu?

(Baviera)
Deus tira de mim esse ódio
Ou perdoe em qualquer episódio
Eu sorri pelo choro de alguém
Se não tem igualdade quero os meus no pódio
Cansei de lutar por amor
Sou pedaço do que me restou
Faço som, não sou ator
normal chorar toda vez que sinto dor

E a lágrima lava a alma
Nada como um dia após o outro dia
Até minhas emoções são racionais
Quero paz, não quero guerra
Ou acaba com essa terra

(Sant)
Baviera, calma!

(Baviera)
Calma o quê?
Se eu perdi tempo demais

(Sant)
Ah esqueça lá atrás, só o futuro te salva

(Baviera)
Salva do quê ancorado no cais?

(Sant)
É. Mas é no cais que conserta seus traumas

(Baviera)
Eu vivi tudo e vi que o mundo é tipo
Se mantenha forte, claro duro sei que a
Morte tá no escuro, fiz de tudo , burro!
Até que vi que no futuro sorte é respirar ar puro
Seja a própria luz no fim do túnel
Eu sou a própria luz no fim do túnel
Sant!

 

(Sant)
Boas pessoas sofrem
As dores dos mundos
Boas pessoas sofrem
Por mais que anjos soprem por que os sinos dobram ein?
Boas pessoas cantam
As dores dos mundos nas mais belas flores do campo
Boas pessoas cantam
Boas pessoas amam e vivem pra sempre
Então vamos

O que tiver que ser será
Isso é tudo que nós temos
Nem sei como explicar mulher
Isso é parte do que somos, é
É muito mais do que lemos
É muito mais do que lemas
Que elevamos ao máximo
Levamos à próxima sem se apoiar em seus lemes

Lavamos alma em arte, estamos
Mais perto do que fomos
Cravamos nomes, flertamos
Flechamos ao norte
Sabemos bem mais do que achamos
(BIS)

(Pablo Martins)
Alucinado e julgado no meio do furacão
Cada cabeça um pensamento além da intenção
De matar ou morrer
Os anjos vão sofrer

Mas se tiver que ser vai ser
Os anjos vão sofrer
Mas se tiver que ser vai ser
Os anjos vão sofrer
Mas se tiver que ser vai ser

(Nabrisa)
Um anjo me disse que o senhor me admira
Que quanto mais me pisam mais a minha estrela brilha
E quanto mais eu escrevo o diabo fica puto
Roubei o inferno dele e transformei em rap sujo
Que vai limpando tudo até que a tua carne sede
Levanta-te e resplandece
Tua luz já há de vir
Tu me pede eu te dou
Mas não pedi repete que eu não sou de repetir
Eu nem preciso te encosta
Pra poder te agredir
Porque pra mim feri teu ego
Tu só precisa me ouvir
Eu poderia abrir as pernas
Mas eu preferi te abrir
Abrir a tua mente e fazer tu perceber
Que acabou-se o que era doce
Nego só quer te foder
Acabo-se o que era doce
O que era boldo se fumou
Acabou do coração todas essas juras de amor
Revoltou-se contra todas que você não conquistou
Malandro qualificado especialista no caô
Pra botar a comida no prato pega plantão de vapor

Cale-se, eu mereci esse cálice
Afasta de mim esse traste
Sabe com toda sinceridade
Por trás dessa maquiagem
Ó tenha misericórdia de toda essa malandragem

Cale-se, eu mereci esse cálice
Afasta de mim esse traste
Sabe com toda sinceridade
Por trás dessa maquiagem
Ó tenha misericórdia de toda essa malandragem

Proteja sua geração

(DoisP)
Eu miro na nuvens
Brindo momentos que a terra é um céu
Anjos e demônios se unem
Se tem gatilho, puxe
Onde os fracos não tem vez
Meu ás é atitude, foda-se
Que os falsos me julguem
Que os falsos me julguem

Um gole pro santo
Anjos olham por mim onde ando
Minha reza é sincera ela é do sul
E o kush californiano
É o plano do século
Vidas sem regras enquanto
O mundo todo parece tão contramão
Hoje o chão desce
Grana é a febre
Vida breve tipo função

Um milhão de sonhos nas ruas
Demônios querem minha cabeça
Inimigos não me ferem
Minha mente é fera que eu não domo
Guerra sem dono
Derrubando reis do trono
Nós somos a lei do jogo,kamikaze
Memórias e bençãos
Mais um dia de caça
Um comércio arriscado
Quero o máximo ou nada na negociação

Brindo momentos que a terra é um céu
Anjos e demônios se unem
Se tem gatilho, puxe
Onde os fracos não tem vez
Meu ás é atitude, foda-se
Que os falsos me julguem
Vivo além das nuvens

(Pablo Martins)
Alucinado e julgado no meio do furacão
Cada cabeça um pensamento além da intenção
De matar ou morrer
Os anjos vão sofrer

Mas se tiver que ser vai ser
Os anjos vão sofrer
Mas se tiver que ser vai ser
Os anjos vão sofrer
Mas se tiver que ser vai ser

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here