Artista: KAMON
Single: Entre o Sonho e a Real
Ano: 2017
Faixas: 1

LETRA:

“Frio. Já é se dar o direito de ser frio. Que dia.
Eu tento passar por ele incógnito. Me entra nos ossos.
É uma questão pessoal. Eu finjo que o frio não me ofende.
Talvez se emende, porque o frio tem a delicadeza de um punhal.”

Sonhei gostoso pela tarde
Quase senti na boca o doce do gosto de na base encaixar o mais bonito dos meus rockslides
Sinto que faço a minha parte
Por mais tarde que eu tenha acordado
Que horas são? mais de cinco e meia, jão!
O tempo é rei e me degola se eu pagar de vacilão
Senti que chega arrepiou
Vontade de fazer acontecer pra ser quem sou!
Tem algo ou alguém, querendo sabotar
Quanto menos eu durmo, mais difícil de sonhar
Levantei pra ajudar, perdi o meu lugar
Garanto nessa treta não vou parar de lutar!
Os manos tá berrando a mileanos a liberdade
Essa fita é minha vida, não vim por vaidade
Uns ai vão dizer que eu não tenho nem idade
Guerreiro que é guerreiro a gente vê pela mensagem
Bateu pesado, sem massagem!
Um RAP fala mais que mil imagens
Me traga água de um rio límpido ou selvagem
Que levo a voce o horizonte da miragem
Na troca a gente ganha, nem me vem de perrecagem
Malandragem, não dá tempo
Malandragem não dá tempo, sem viagem
Na camuflagem, a gente entoca!
E a minha parte eu quero em milhas
Trilhas, livros, trevos, ilhas, belas, dollar, beijos
Pesadelo acordado
Me bota pra dormir porque eu tô mais que perturbado!
Já virado do avesso
Do fim cê vê o começo, mas não as pedras do meio
Sonhei dormindo pouco pra firmar este momento
Os bumbos já tremiam as madeiras do meu berço
Fizeste certo e com carinho seu dever de casa?
Regaste a planta, deste um beijo em sua amada?
Desliga a TV e liga o rádio na sacada
Sentiste a brisa da manhã batendo em sua cara?
Tais vivo e é mais um José
A vantagem do louco é que ele se mantem de pé
Rema contra a maré, ele sabe que amar é
Grandes ensinamentos de Jesus de Nazaré
O gueto chora e o RAP grita alto
Trazendo na base poesias do asfalto
Enquanto não divide, uns morre no assalto
Os brabo chega junto, representa e voa alto
Vira o disco, muda a tática
Na selva de pedra o leão tem que ser máquina
Vou me apegar naquele livro
Entre o sonho e a real
Buscando equilibrio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here